“A vida do Direito é o diálogo da história” - Miguel Reale

Controle de Processos

Endereço

Alameda Salvador 1057 Torre América, Sala 1116
Caminho das Arvores
CEP: 41820-790
Salvador / BA
+55 (71) 32437024

Previsão do tempo

Hoje - São Paulo, SP

Máx
21ºC
Min
17ºC
Chuvas Isoladas

Hoje - Salvador, BA

Máx
31ºC
Min
24ºC
Chuvas Isoladas

Cadastre-se aqui

ESA debate Art. 5º da Constituição e racismo

A Escola Superior da Advocacia (ESA) da OAB da Bahia promoveu, na quarta-feira (7), um debate sobre o artigo 5º da Constituição. O encontro teve como convidada a advogada Fábia Cristina, que ressaltou em sua apresentação que os crimes de racismo ferem diretamente as garantias fundamentais garantidas pelas Constituição Cidadã. "Desde de 1988, graças à Constituição Federal, o Brasil tem leis que possibilitam combater o racismo. Porém, 30 anos depois de ter sido promulgada, ainda passamos pelas mesmas situações de preconceito", ressaltou Fábia Rodrigues. Em seu inciso XLII, o Art. 5º da Constituição afirma que "a prática do racismo constitui crime inafiançável e imprescritível, sujeito à pena de reclusão, nos termos da lei". Enquanto o artigo 5º garante que "todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza". Para a advogada, o fato de hoje em dia presenciarmos mais casos de racismo, quando comparamos com o passado recente, não significa necessariamente que o preconceito tenha aumentado, e sim que ele está sendo mais expressado. "O racismo não piorou, ele apenas saiu debaixo do tapete. Porque antes estava escondido, mas de uns tempos para cá, ele foi para a rua", afirmou.
09/11/2018 (00:00)
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Visitas no site:  455511
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.